NORMA REGULAMENTADORA 10: Para que serve? (NR-10)

A eletricidade tornou-se indispensável à sociedade. Por isso, cada vez mais se investe na otimização e ampliação das instalações elétricas, assim como na contratação de mão-de-obra para a realização de serviços que envolva a eletricidade. Por isso hoje vamos tratar da NR-10 que se refere a segurança em instalações e serviços em eletricidade, veja a seguir:

 

Origem da Norma Regulamentadora 10

Poucas atividades são tão arriscadas e requer tantos cuidados quanto às atividades com a eletricidade.

Dessa forma, o Ministério do Trabalho e Emprego através da Portaria nº 3.214, de 08 de junho de 1978, regulamentou a norma regulamentadora nº 10 (Instalações e Serviços de Eletricidade), que posteriormente reformulada pela Portaria n.º 598, de 07 de dezembro de 2004, titulou-se como a norma regulamentadora nº 10 (Segurança em instalações e serviços em eletricidade).

Do que se trata a NR-10?

Esta norma regulamentadora trata-se de um conjunto de procedimentos e requisitos da área de segurança em instalações elétricas e serviços com eletricidade, que visa garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores.

Objetivo da NR-10

A norma regulamentadora nº 10 (Segurança em instalações e serviços em eletricidade) do Ministério do Trabalho e Emprego, tem como objetivo estabelecer os requisitos e as condições mínimas na implementação de medidas de controle e de sistemas preventivos, buscando garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que, direta ou indiretamente, interajam em instalações elétricas e serviços com eletricidade.

 

nr10-trabalhos-com-eletricidade

 

Para que empresas a NR-10 se aplica?

A norma regulamentadora nº 10 (Segurança em instalações e serviços em eletricidade) do Ministério do Trabalho e Emprego, é aplicável a todas as empresas públicas, privadas e demais estabelecimentos que admitam trabalhadores como empregados, assim como que desenvolvam atividades referentes às fases de geração, transmissão, distribuição e consumo, incluindo as etapas de projeto, construção, montagem, operação, manutenção das instalações elétricas e quaisquer trabalhos realizados nas suas proximidades, observando-se as normas técnicas oficiais estabelecidas pelos órgãos competentes e, na ausência ou omissão destas, as normas internacionais cabíveis.

Riscos em Instalações e Serviços com eletricidade

Os riscos para quem trabalha com serviços e instalações com eletricidade são, via de regra elevados, podendo levar a lesões de pequena a grandes gravidades, dependendo da atividade exercida, mesmo quando expostos a eletricidades de baixa tensões, ela pode representar perigo a integridade e saúde do colaborador.

Sua ação mais nociva a saúde é a ocorrência do choque elétrico com consequências diretas e indiretas (quedas, batidas, queimaduras e outras…

É importante ressaltar que  linhas seccionadas não elimina o risco elétrico, portanto não deve ser descartadas as medida de controle coletivas e individuais necessárias, já que a energização acidental pode ocorrer devido a erros de manobra, contato acidental com outros circuitos energizados, tensões induzidas por linhas adjacentes ou que cruzam a rede, descargas atmosféricas mesmo que distantes dos locais de trabalho e fontes de alimentação de terceiros.

Banner_Infografico

O choque elétrico

O maior risco relativo ao trabalho em eletricidade é de fato o choque elétrico.

Entende-se por choque elétrico o conjunto de perturbações de natureza e efeitos diversos, que se manifestam no organismo humano ou animal, quando este é percorrido por corrente elétrica. Dependendo das condições e intensidades da corrente, as consequências podem ser desde uma ligeira contração superficial até uma violenta contração muscular, que muitas vezes pode levar á morte.

nr-10-choque-eletrico

 

Existem 3 categorias de choque elétrico:

  1. Choque produzido por contato com circuito energizado
  2. Choque produzido por contato com corpo energizado
  3. Choque produzido por raio (descarga atmosférica)

Fenômenos Críticos de Choque Elétrico no Corpo Humano

Esses podem ser:

  • Tetanização

Entende-se pela paralisia muscular provocada pela circulação da corrente através dos tecidos nervosos que controlam os músculos. De nada vale neste caso, a consciência do indivíduo e a sua vontade de interromper o contato.

  • Parada Respiratória

Quando estão envolvidos na tetanização os músculos peitorais, os pulmões bloqueados e para a função vital de respiração. Trata-se de uma situação de emergência.

  • Queimaduras

Quando uma corrente elétrica passa através de uma resistência elétrica é liberada uma energia calorifica. Este fenômeno é chamado de Efeito Joule.

Curso NR-10

As instalações e os serviços em eletricidade demandam aos envolvidos inúmeros cuidados, portanto a necessidade do aperfeiçoamento e da atualização dos profissionais autorizados em intervir nas instalações e serviços em eletricidade.

Veja também o post: “Qualificação, Habilitação e Capacitação do trabalhador na NR-10”

Portanto, aos profissionais que buscam se aperfeiçoar no âmbito da segurança em instalações e serviços com eletricidade, uma ótima opção é o Portal INBEP , que oferece excelentes cursos, tais como: NR-10 Básico , NR-10 Complementar (SEP) e muito mais. Conheça a INBEP : http://inbep.com.br/

Ficou curioso como funciona nossa plataforma? Clique em: Quero falar com um consultor da INBEP que ficaremos felizes em conversar com você!

 

Esta entrada foi publicada em Dicas e Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *